10 Alimentos que ajudam a emagrecer

Todo mundo sabe que pra ter uma alimentação saudável é importante ter no prato muita variedade. Quanto mais colorida a sua comida, mais prazeroso vai ser comer. Que tal incluir nas suas refeições, alimentos que são superpoderosos quando se fala em perder os quilinhos extras?
É importante dizer que, só esses alimentos não fazem milagre, são um conjunto de
coisas e alimentos que vão te fazer chegar onde você quer, por isso, não exclua
alimentos do seu cardápio.


Arroz integral: O arroz comum está sempre no nosso dia a dia, mas que tal
substituí-lo pelo integral? No arroz integral, as fibras, minerais e as vitaminas são
preservadas, já que aquela película que reveste o arroz é mantida. As calorias dos dois tipos são praticamente as mesmas.

Arroz integral

Qualidades do Arroz


Pela profunda ligação da raiz com a água, através da ingestão de arroz, os
fluidos do corpo são postos em movimento e o excesso de líquidos é
eliminado.
Aconselha-se a famosa dieta do arroz às pessoas que sofrem de pressão
alta, para o edema dos cardíacos, dos nefróticos ou das gestantes, etc.
O grão de arroz por si tem pouco sódio (o cloreto de sódio – sal de cozinha –
estimula a retenção de água nos tecidos) e, por isso, é usado nas dietas de
emagrecimento e é muito importante na alimentação macrobiótica.
A digestibilidade do arroz é grande pelo fato da proteína permear todo o
grão. A proteína é livre de gliadina e portanto, não produz reações alérgicas.
Durante o cozimento, o arroz forma mucilagem (como a aveia e a cevada),
sendo muito útil para combater irritações intestinais. Tem uma ação obstipante, principalmente em nenês.

Feijão: Ele é rico em proteínas e não possuem gordura saturada. Não precisamos
nos preocupar com o mau colesterol!
Quem acredita que o feijão engorda está enganado. O que faz com que este alimento se torne bastante calórico é a sua forma de preparo. E a soja? Muitos benefícios esse grão faz para a nossa saúde.

Feijão e soja são alimentos ricos em nutrientes, pois contêm proteínas, fibras, fitoquímicos (especialmente as isoflavonas derivadas da soja) e minerais essenciais para a saúde. Por outro lado, contêm baixo teor de gordura saturada e sódio, além de não conterem colesterol.
É importante salientar que a inclusão de feijão e soja na dieta é uma excelente estratégia para aumentar o consumo de fibras dietéticas. A presença de fibras é essencial em dietas de emagrecimento, pois reduzem a ingestão alimentar e o ganho de peso corporal, além de atuar na regulação do trânsito intestinal, redução do colesterol, regulação da glicemia e ter efeito protetor para alguns tipos de câncer.
As fibras dietéticas solúveis e insolúveis, presentes nestes alimentos, também
contribuem para a manutenção dos níveis de glicose sanguínea e com isso um melhor
controle glicêmico, sendo relevantes na prevenção e tratamento de diabetes e obesidade.

Peixes: São fontes de ômega-3, uma gordura importante para as células. Previne as doenças card Ômega-3: a gordura que emagrece.

Aclamado por proteger as artérias e combater inflamações, o ômega-3, aquele da linhaça e dos peixes de água fria, mais uma vez surpreende os especialistas: ele daria uma ajuda e tanto na eliminação dos quilos extras.

Granola: Os cereais integrais mantêm o sistema de açúcar no sangue equilibrado e
previne o diabetes. Ainda tem a função de regularizar o intestino, previnir doenças
cardíacas e alguns tipos de cânceres.


GRANOLA AJUDA A EMAGRECER?

Sim! Depende, só, de como você fará uso dela. A granola é deliciosa, principalmente se
adicionada ao iogurte, com função de facilitar o trânsito intestinal e fornecer minerais como o selênio. É um alimento feito de uma mistura entre cereais (aveia, flocos de arroz, germe de trigo, flocos de milho, gergelim e linhaça), frutas desidratadas (uva
passa, maçã, coco), frutos oleaginosos (castanha do Pará, e nozes) e açúcar mascavo, o que faz desta composição ser bastante indicada para uma dieta, pois fornece a maioria dos nutrientes necessários ao corpo de uma maneira mais concentrada e consequentemente com menos calorias por nutriente ingerido.

Maçã: Boa parte da fruta contém água, o que faz o valor calórico ficar mais baixo. Uma maçã tem em média 60 calorias, sendo rica em minerais, fibras, vitaminas e pobre em gorduras. Não descarte a casca, pois tem muitos nutrientes e fibras. Se preferir
Comer maçã é natural e emagrece.

Existe um moderador de apetite que pode fazer você secar até 3 kg em apenas uma
semana. Mas ele não está à venda na prateleira das farmácias. Para comprá-lo, você
deve ir à feira, à quitanda ou ao supermercado. E o melhor: ele custa apenas R$ 1 por
dia e é uma delícia! Trata-se de uma das frutas mais fáceis de se encontrar por aí: a
maçã. Uma pesquisa recente, realizada na Universidade do Estado da Pensilvânia, nos
Estados Unidos, revelou que ela é uma excelente aliada do emagrecimento.


De acordo com os pesquisadores, uma maçã ingerida 15 minutos antes de uma refeição é cinco vezes mais eficiente no controle da fome do que um comprimido redutor de apetite. Essa verdadeira mágica proporcionada por um alimento tão natural e saboroso está ao alcance de todo o mundo, e sem receita médica. Com cerca de R$ 30 você compra as maçãs necessárias para um mês de dieta são três por dia, ou cerca de R$ 1. Uma caixa com 30 comprimidos de um moderador de apetite pode custar até três vezes mais.

Tomate: Ele está relacionado à prevenção de cânceres como o de próstata, pulmão e
estômago. A melhor forma de incluí-lo na sua alimentação é em forma de molho ou
cozido.

Há muito tempo nutricionistas reconhecem que vegetarianos e quem come uma grande
quantidade de frutas e legumes tendem a ser mais magros que aqueles que se alimentam basicamente de comida industrializada. E parece que isso não se deve apenas ao fato de esses alimentos conterem menos calorias.
Pesquisadores da Universidade de Reading afirmam que os tomates, ricos em um
composto chamado licopeno, ajudam as pessoas a se sentirem mais saciadas, por reduzir os níveis dos hormônios do apetite. O grupo testou o efeito de pães enriquecidos com vegetais em 17 mulheres entre 18 e 35 anos. Eles deram às voluntárias sanduíches de pão enriquecido com cenoura ou tomate e recheado com cream cheese.
Os cientistas já esperavam que as fibras da cenoura promovessem uma maior sensação de saciedade, mas constataram que na verdade foi o pão de tomate o que saciou mais.

Berinjela: A berinjela, além de ser uma fruta baixa em calorias, já que 100 gramas possuem apenas 24 calorias, também é rica em fibras, ajudando no bom funcionamento do intestino, no combate ao mau colesterol e à má digestão, produzindo sensação de saciedade.

Além disso, ela é rica em água, vitaminas e minerais, e pobre em calorias, ajudando a combater a retenção de líquidos e a desinchar o corpo

Água: Nada melhor do que água, não é? Ela espanta a fome e hidrata o corpo. E o
melhor de tudo: não tem nenhuma caloria!

A água hidrata o organismo, faz bem para a pele e para os cabelos, repõe as energias e…afina a silhueta! Sim, esse líquido sem coloração, sabor ou cheiro ajuda a emagrecer! A ótima notícia é resultado de uma pesquisa científica realizada por estudiosos da
Universidade Virginia Tech (Estados Unidos).
Após três meses de avaliação, os cientistas concluíram que quem faz dieta e consome
água antes das principais refeições diárias pode perder até 2 kg a mais em comparação a quem segue o mesmo cardápio, mas não ingere a bebida antes de se alimentar. Entenda, a seguir, como o estudo foi realizado, aprenda a tirar proveito da fantástica novidade e descubra outras formas de consumir esse verdadeiro elixir da beleza para entrar em forma.

O que você pode fazer?
Para emagrecer tomando água, invista num cardápio rico em alimentos saudáveis e,
meia hora antes do café da manhã, do almoço e do jantar, beba de pelo menos um copo de água.

Chás: Eles ajudam os nossos rins a funcionarem melhor, além de eliminar todas as
toxinas do nosso corpo. Tem função de ajudar a digestão dos alimentos, o que diminui
as calorias no final do dia.

Leite desnatado: Esse é o melhor! Tem uma quantidade bem menor de
gorduras e calorias, se for comparar ao leite integral. Tem grande fonte de cálcio e
ajuda a previnir a osteoporose.

Tomar um copo de leite desnatado no café da manhã, em lugar do tradicional cafezinho
ou de um copo de suco de frutas, pode ajudar as pessoas a se sentirem mais satisfeitas até o almoço. Um estudo realizado na Austrália com 34 adultos com sobrepeso revelou que a inclusão de leite desnatado ao desjejum pode fazer com que os participantes fiquem mais saciados, fazendo com que comam menos calorias na hora do almoço. As razões para esses resultados não estão completamente claras. Mas os pesquisadores destacam que uma possibilidade é que as proteínas do leite são mais eficazes em satisfazer o apetite das pessoas do que o açúcar dos sucos.

Gostou? Comenta aqui…

Anúncios

Publicado por gabrielasantana

Ola, meu nome é Gabriela, tenho 24 anos, sou estudante de administração. Apaixonada por musicas, filmes, series, viagens, livros... Aqui você vai se conectar com mundo, através dos conteúdos variados. Fique a vontade para sugerir postagens e afins. Sejam bem vindos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: